Mais 1.327 jovens são beneficiados com o Programa #PartiuEstágio

Mais 1.327 estudantes universitários, da capital e do interior, estão sendo beneficiados pelo Governo do Estado com o Programa #PartiuEstágio. Deste total, 733 jovens de Salvador e Região Metropolitana assinaram o termo de compromisso, nesta segunda-feira (16), em solenidade no no auditório do Senai/Cimatec, com as presenças do governador do Estado, Rui Costa, e do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro. Desde 2017, ano de criação do programa, 5.833 jovens já foram contemplados em toda a Bahia.
 
“O estágio sempre existiu no Estado, só que não tinha um regulamento único, e cada órgão fazia de um jeito. Aqui nós estamos dando a oportunidade de forma transparente. A inscrição é pela internet. Os critérios de seleção são transparentes, publicados previamente em decretos, e, portanto, nós já temos mais de cinco mil jovens fazendo estágios na Bahia, tanto de universidades públicas como de universidades privadas”, afirmou o governador Rui Costa, que anunciou ainda a convocação de mais mil jovens nos próximos dias.
 
O governador Rui Costa explicou ainda que um dos critérios para a admissão dos jovens no programa é que eles sejam inscritos no CadÚnico. “Fico feliz porque, junto com o programa Primeiro Emprego, que nós também já temos mais de cinco mil jovens, nós vamos somando aí mais oito mil do Mais Futuro, em que o estudante universitário recebe uma bolsa através das universidades estaduais; e temos um total de 18 mil jovens recebendo um apoio do Governo do Estado como incentivo aos estudos”, acrescentou.
 
 
Para o secretário da Educação, Walter Pinheiro, o programa #PartiuEstágio, assim como o Primeiro Emprego e o Mais Futuro, são associados ao processo de Educação. “Todos os programas criam uma estrutura de consolidação do aprendizado do estudante, propiciando a utilização da estrutura pública como ferramenta de inclusão e cobertura desta demanda. Portanto, é importante que compreendamos que estamos conseguindo promover a inclusão e a transformação social, pois não queremos uma escola com ‘apertadores de botão’. A escola é um lugar onde há humanização e a consolidação do processo de cidadania, mas também há o encontro da vocação. Então para que os jovens possam encontrar suas habilidades e competências, esses programas são fundamentais para contribuir nesta formação”, disse.
 
Caroline Ferreira da Cruz, 22 anos, do curso de Psicologia da Universidade Estadual da Bahia (UNEB), vai fazer o estágio na Secretaria da Promoção da Igualdade Racial (SEPROMI) e está cheia de expectativas. “Chega um momento do curso que precisamos entrar no dia a dia da prática da profissão. Isso nos faz entender, realmente, como deveremos proceder e exercer o que aprendemos na teoria. Minha perspectiva é que essa oportunidade abra portas futuramente dentro do mercado de trabalho”, disse.
 
Já Marcos Barros, 23, estudante de Licenciatura em História, na Universidade Estadual da Bahia (UNEB), a oportunidade de estagiar na Secretaria da Educação do Estado, vai ampliar seus conhecimentos na Educação. “Estou muito empolgado em estagiar na Secretaria. Sei do trabalho realizado nas diversas modalidades de ensino, como a Educação Indígena, e espero absorver muito aprendizado durante meu período de estágio”, afirmou.         
 
Sobre o Programa - O #PartiuEstágio contempla estudantes dos cursos de graduação presencial, em instituições de ensino superior, quer sejam, estaduais, federais ou particulares, sediadas na Bahia e que já tenham concluído, no mínimo, 50% do curso. Para participar, o interessado deve se inscrever no programa em datas divulgadas pela  Secretaria da Administração do Estado. Saiba mais
 

Notícias Relacionadas