Universidade para Todos - UPT

Universidade para Todos - UPT

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Se você já concluiu o Ensino Médio na rede pública de ensino estadual e/ou municipal no Estado da Bahia ou vai concluir até 2020 e quer se preparar para os Exames de acesso ao Ensino Superior (Enem e Exame Vestibular), chegou a hora! Venha conhecer o Programa Universidade para Todos (UPT).

 

 

 

 

O Programa Universidade para Todos, instituído pelo governo do Estado da Bahia, através do Decreto nº 20.004 de 21 de setembro de 2020, é coordenado pela Secretaria da Educação e executado em parceria com as Universidades Estaduais (Uneb, Uefs, Uesb, Uesc) e a UFRB. Trata-se de uma ação voltada para fortalecer a política de acesso à Educação Superior, direcionada a estudantes concluintes e egressos do ensino médio da rede pública estadual.

Além das aulas regulares são realizados projetos complementares como seminários, oficinas, simulados e orientação profissional. O Programa oferece também material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.

 
 
 
 
 
 
 
>> Poderá concorrer a uma vaga o candidato que:
  • Estiver matriculado em 2020 no 3º ano do Ensino Médio Regular estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes;

  • Estiver matriculado em 2020 no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes;

  • For egresso do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia.

>> Leia a íntegra do Decreto nº 20004

 

Material Didático

Notícias Relacionadas

  • Estado destina 14 milhões para obras no Complexo Integrado de Educação em Itabuna
  • Governo nomeia último grupo de aprovados em concurso para a rede estadual de ensino
  • Sugestão de pauta: SEC e SEAP realizam aula inaugural de novas turmas do PRONATEC Prisional em Salvador
  • Estudantes isentos ou que não compareceram ao ENEM 2020 podem se inscrever até este domingo (26)
  • Iogurte de cogumelo, microrrede elétrica inteligente, pesquisa espacial e mau hálito no Univerciência deste sábado (25)
  • Aula virtual do ENEM 100% abordará Sociologia e terá dicas para inscrições do ENEM que seguem até domingo (26)
  • As ações do Setembro Amarelo têm mobilizado estudantes e profissionais da rede de Educação em todo o Estado. Com a realização de palestras, caminhadas e ações para o acolhimento e escuta, unidades de ensino de Valente, Irecê, Jacobina e Miguel Calmon realizaram, nesta sexta-feira (24), atividades informativas para debater o combate ao suicídio e os cuidados com a saúde mental. Em Valente, estudantes e professores caminharam pelas ruas da cidade com cartazes e faixas, sensibilizando a população sobre a temática. No município de Irecê, a comunidade escolar, através do projeto “Cuidar de si, cuidar do outro”, debateu a saúde mental com profissionais da Psicologia e da Educação e realizou uma roda de conversa com estudantes de Psicologia e alunos da rede. No Colégio Estadual de Jacobina, a comunidade escolar realizou a “Blitz amarela - pare, pense, valorize sua vida”. Em Miguel Calmon, o Colégio Estadual Polivalente intensificou nas aulas os debates e reflexões sobre o tema com rodas de conversas, leituras fílmicas e dinâmicas em grupo. A estudante Ana Luiza Ursulino Ferreira, 15 anos, do Colégio Estadual de Jacobina, disse que as atividades despertam um olhar sensível para o tema. “Estou vendo as ações como algo muito importante. Às vezes, convivemos com pessoas e nem sabemos o que estão passando ou se pensam em fazer algo ruim para elas próprias. Isto é ruim. Não temos como ajudar sem perceber que o outro está com problema. Essas ações servem para despertar a conscientização das pessoas e para todos terem a consciência que, apesar de estarmos suscetíveis às doenças, a vida é importante e precisamos preservá-la”. A coordenadora pedagógica do Núcleo Territorial de Educação de Irecê, Juliana Bragança, explicou que em Irecê o projeto foi realizado pensando na comunidade escolar regional e para toda rede pública. O "Cuidar de si, cuidar do outro" foi um evento pensado e planejado pela equipe núcleo de uma forma que conseguisse atingir o máximo de pessoas, por isso decidimos fazer a transmissão do YouTube. Debater a temática da saúde mental e do autocuidado é fundamental, principalmente em um período de pandemia quando percebemos altos índices de transtornos psicológicos, como a depressão e ansiedade em nossa sociedade. Os debates de hoje tentaram sensibilizar o público a olhar para o tema com menos preconceitos e mais acolhimento, atenção e cuidado”. De acordo com Manoel da Cruz, coordenador pedagógico do Colégio Estadual de Valente, refletir sobre o tema faz parte da função social da escola em dialogar com a comunidade. “Questões que permeiam a vida dos estudantes e sociedade em geral precisam estar sempre em pauta. Fomos para as ruas reafirmar o valor da vida, e dizer que viver é a melhor opção, sobretudo no momento que vivemos de distanciamento físico, nunca se fez tão necessário falar de solidariedade e cuidado com a vida. É a escola cumprindo sua função de educar”. Campanha - Em referência à campanha do Setembro Amarelo, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) tem incentivado a realização de atividades nas unidades escolares voltadas ao debate sobre a prevenção do suicídio, focado no cuidado com a vida. Durante todo o mês, são realizadas diferentes atividades, a exemplo de palestras virtuais. A campanha Setembro Amarelo é promovida por meio do Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor da SEC, em parceria com a Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBA), da Secretaria da Saúde (SESAB).